Blog

Fases da adoção tardia: como lidar

Fases da adoção tardia: como lidar

Toda adoção envolve desafios, mas é importante saber que eles não são maiores do que na maternidade biológica. São apenas diferentes e, especialmente na adoção tardia , costumam ser mais intensos nos primeiros anos após a adoção, no período em que tanto a família quanto a criança estão se adaptando à nova vida. Por isso, quanto mais informação você tiver,…
O que é adoção tardia: mitos e verdades

O que é adoção tardia: mitos e verdades

O termo adoção tardia é utilizado quando a criança adotada já possui um desenvolvimento parcial em relação a sua autonomia e interação com o mundo, em geral após os 3 anos de idade. Embora não haja uma idade mínima formal para caracterizar a adoção tardia, assim são classificadas as adoções de crianças que já conseguem se comunicar, sabem andar, não…
O que é acolhimento familiar

O que é acolhimento familiar

Ainda desconhecido e pouco difundido no Brasil, o acolhimento familiar é considerado a melhor opção para proteger uma criança ou adolescente em situação de risco. Saiba o que é, como funciona e por que devemos, enquanto sociedade e política pública, apoiar o direito de toda criança ter uma família. Saiba mais.

Os caminhos do acolhimento

Os caminhos do acolhimento

Muitas vezes é necessário o afastamento da criança para sua própria segurança, pelos mais variados motivos: abandono, abuso, violência, negligência, entre outros. Quando isso acontece, a criança é afastada de sua família de origem por uma decisão judicial e a partir daí alguns caminhos são possíveis. Saiba mais.

Marco Legal da Primeira Infância

Marco Legal da Primeira Infância

Este é o nome da lei 13.257 aprovada em 8 de março de 2016, que faz mudanças no Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA) e trata-se de um conjunto de ações voltadas à promoção do desenvolvimento infantil, desde a concepção, até os seis anos de idade.

Cultura da institucionalização no Brasil

Cultura da institucionalização no Brasil

Por que colocamos nossas crianças em situação de risco em abrigos? No Brasil, a cultura da institucionalização está arraigada desde a colonização. Crianças e adolescentes chegavam a esses lugares para serem cuidados quando pobres, ou para estudar em internatos, quando abastados. Com a migração para os centros urbanos sem planejamento, houve um aumento da pobreza e consequentemente da desestruturação do…

2019 - Todos os direitos reservados .
O Instituto Geração Amanhã é uma organização sem fins lucrativos, laica e apartidária. Todas as fotos de crianças são meramente ilustrativas (banco de imagem). Não expomos crianças e adolescentes em situação de risco e vulnerabilidade, por respeito e conforme as orientações do ECA – Estatuto da Criança e do Adolescente.