Adoção Passo a Passo

Visite o site do programa

A Plataforma Adoção Passo a Passo é uma iniciativa do Instituto Geração Amanhã criada para dar visibilidade e promover a adoção no Brasil.

Nossa missão é informar, sensibilizar e mobilizar a sociedade em geral e os profissionais que trabalham com crianças e jovens em situação de risco. Defendemos um processo de adoção ágil, humano, que respeite prioritariamente o direito de conviver e crescer em família.

O número de crianças inscritas para adoção no Brasil, através Cadastro Nacional de Adoção (CNA) é quase seis vezes menor do que os interessados em adotar, ou seja, existem quase 6 pessoas interessadas em adotar cada criança apta para a adoção. E se é assim, por que há tantas crianças nos abrigos, tanta morosidade nos processos de adoção e tantas crianças na fila aguardando a chegada de pais adotivos? Por inúmeras razões. Uma delas é o perfil da criança idealizado pela maioria dos pretendentes.

Enquanto a maioria dos adotantes buscam filhos pequenos (em geral até no máximo 4 anos), a grande maioria das crianças aptas à adoção têm entre 6 e 17 anos. Outro fator refere-se à estrutura do poder público. Mesmo com a criação do Cadastro Nacional de Adoção (CNA), a adoção no Brasil é um processo complexo e demorado, que não dá conta da demanda de candidatos nem de crianças aptas para adoção.

Um outro grande problema é o número de crianças que vivem nos abrigos, mas não estão na fila da adoção pelo fato de ainda não terem sido destituídos do poder familiar. Ou seja, foram afastadas do convívio familiar (em geral por ter sido vítima de violência, negligência, abandono, maus tratos), mas ainda estão legalmente vinculadas à família biológica. Segundo dados mais recentes do CNA, são aproximadamente 47 mil crianças nesta situação, enquanto existem apenas 7 mil crianças aptas para adoção. Na lista de adotantes, há em média 40 mil interessados.

Neste contexto, a maior parte das crianças abrigadas não têm como ser reintegradas às suas famílias biológicas e tampouco são colocadas para adoção. O prazo máximo de 18 meses de acolhimento institucional está distante da realidade  – muitas crianças permanecem a maior parte da sua vida em instituições.

A permanência prolongada em abrigos institucionais é reconhecida internacionalmente, através de pesquisas e da prática, como altamente nociva à integração da criança, à sua socialização, seu desenvolvimento e principalmente à criação de vínculos afetivos, gerando danos muitas vezes irreparáveis em sua vida adulta.

Todos estes fatores, somados à grande desinformação em processos de adoção e Acolhimento Familiar, por parte de candidatos, do Judiciário, da comunidade médica e também da sociedade e mídia em geral, torna o assunto ainda mais complexo.

Nós do Instituto Geração Amanhã – IGA acreditamos que há muito a ser feito e vamos contribuir para colocar em prática o que já diz a lei e o que a sociedade espera e precisa. E para isso contamos com a colaboração de toda a sociedade. Saiba mais sobre Adoção no site do Programa Adoção Passo a Passo.

2019 - Todos os direitos reservados .
O Instituto Geração Amanhã é uma organização sem fins lucrativos, laica e apartidária. Todas as fotos de crianças são meramente ilustrativas (banco de imagem). Não expomos crianças e adolescentes em situação de risco e vulnerabilidade, por respeito e conforme as orientações do ECA – Estatuto da Criança e do Adolescente.